logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


BLACK SABBATH - Sabbra Kadabra

  • Matanza se despede de Pernambuco em festival com bandas locais

    Segunda, 15 de outubro de 2018
  • Accept em Fortaleza: a espera que valeu a pena!

    Segunda, 15 de outubro de 2018
  • Rock Brigade: co-fundador pede doações para tratamento de câncer

    Quinta, 11 de outubro de 2018

Made in Brazil comemorou o Dia Mundial do Rock com dois shows

MADE IN BRAZIL

SESC Vila Mariana e Bourbon Street, SP/SP (13/07/2011)

 

Texto por João Gobo e fotos por Rafael Orsi

 

O dia 13 de julho tornou-se internacionalmente conhecido como dia do rock. Não MadeInBrazil sesc (1)foi uma data escolhida ao acaso e, remete diretamente ao ano de 1985, quando o irlandês Bob Geldof organizou o mega festival, sem precedentes para a época, o Live Aid, com o objetivo de angariar fundos para o fim da fome na Etiópia. O evento reuniu os maiores artistas da época, dentre eles: Judas Priest, Scorpions, The Who, Queen, entre outros, além das reuniões históricas do Led Zeppelin, com Tony Thompson e Phil Collins na bateria e a formação original do Black Sabbath, que se reunia pela primeira vez desde 1978. O festival aconteceu num dia 13 de julho, simultaneamente na Inglaterra e nos EUA.

 

Para comemorar a data, nada melhor que o show de uma das principais bandas de rock’n’roll do país, em atividade há mais de quarenta anos, mais de cento e cinqüenta formações oficiais e quinze discos gravados, a Made In Brazil.MadeInBrazil sesc (4)

 

Para celebrar o dia, o grupo fez duas apresentações e a ROCK BRIGADE marcou presença em ambas!

 

A primeira ocorreu para um auditório lotado no SESC Vila Mariana, uma verdadeira celebração ao estilo. O show, intitulado Tributos, é uma homenagem aos músicos que influenciaram a carreira, de forma direta ou indireta. O set contou com MadeInBrazil sescverdadeiros clássicos do rock nacional como: Banda Made In Brazil, O Rock De São Paulo, Eu Não Transo Mais, além de coisas mais recentes, como Todo Dia Rola Um Blues.

 

Os músicos soam muito coesos ao vivo e os irmãos Vecchione, Oswaldo (baixo e vocal) e Celso (guitarra) comandam a festa com maestria. Gasolina veio na seqüência, além de Tô A Toa, Treta de Rua e Jack O Estripador.

 

Rock de Verdade, que nomeia o último trabalho dos músicos, merece destaque pelo discurso pró rock num mundo cada vez mais segmentado pelo modismo queMadeInBrazilbourbon (1) polui nossa sociedade. Minha Vida É O Rock N Roll (canção emblemática e um dos primeiros hinos roqueiros de nossa história) e Anjo da Guarda encerraram a apresentação.

 

A noite estava apenas começando e a banda ainda tinha muita lenha pra queimar. Rapidamente eu e nosso fotógrafo Rafael Orsi rumamos para o Bourbon Street, em Moema, onde o Made tocaria novamente, agora de forma acústica.

 

A abertura ficou a cargo do renomado guitarrista de blues André Christovam que tocou sozinho, de forma bastante intimista temas imortais como Johnny Be Good, Love In Vain, de Robert Johnson um dos maiores standards do estilo, posteriormente regravado pelos Rolling Stones, Eric Clapton entre outros. Little Wing de Jimi Hendrix e outras. A iMadeInBrazilbourbon (2)nterpretação pessoal de André também merece destaque, simplesmente primorosa!

 

Já era meia noite quando Oswaldo e a banda começaram a tocar. O set foi bem parecido com o anterior, com pequenas trocas, como por exemplo: Fiquei Com O Blues, Paulicéia Desvairada, Mexa-se Boy, Os Bons Tempos Voltaram e Vou Te Virar De Ponta-Cabeça.

 

Esse segundo show foi mais uma celebração que contou com alguns convidados especiais como Tony Babalu, André Christovam e Fábio Brum.MadeInBrazilbourbon

 

Rock feito por quem entende e realmente vive o estilo, sem nada a dever pra ninguém. Ninguém melhor que pessoas assim para comemorar o dia!

 
Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site