logotipo
33 anos de rock'n'roll

Edição Atual

Música do Dia


ENSIFERUM - Way Of The Warrior

  • Ouça agora o novo single de Robert Plant “The May Queen”

    Segunda, 21 de agosto de 2017
  • Black Sabbath: novo trailer do filme “The End of The End”

    Segunda, 21 de agosto de 2017
  • Six Feet Under: novo álbum “Torment” lançado no Brasil

    Domingo, 20 de agosto de 2017

Doctor Pheabes: entrevista exclusiva da RB com Fernando Magrão

Por Luiz Mallet

 

ROCK BRIGADE: A banda acaba de lançar o álbum Welcome To My House, segundo de sua carreira. Como foi o processo de gravação e do que ele diferiu do primeiro? Como está sendo a recepção do grande público?

Fernando Magrão: O novo álbum foi criado em um momento diferente da banda. A gente não se programou para fazer um novo álbum, ele aconteceu, com as ideias das músicas vindo nos ensaios e com o toque especial das meninas (Graça Cunha, Nanny Soul e Beth Mello - backing vocals), que trouxeram uma nova sonoridade para a banda, com toques de blues e soul. Então, acho que o que foi diferente do primeiro para o segundo álbum foi a própria evolução do som que a gente faz. A gente teve mais trabalho, mais dedicação, buscamos aprimorar mais a técnica, e tivemos mais cuidado com os arranjos. Os equipamentos que usamos são todos das décadas de 1970 e 80, que trazem a sonoridade que buscávamos e que é a nossa cara. Foi um álbum mais elaborado, com certeza, além de ter sido produzido já pensando na sonoridade ao vivo.

RB: O grupo acabou de lançar o clipe Carpe Diem, música que integra esse segundo trabalho. Como foram as gravações?
FM: Foi bem cansativo (risos)... gravamos sem parar até umas quatro da manhã, por muitos dias seguidos. Mas o resultado valeu a pena, o produtor soube bem traduzir o espírito que queríamos trazer, a base do rock que curtimos, com um som mais natural - mais honesto como a gente fala - com elementos do rock n’ roll tradicional. E a gente também se divertiu muito, só de estarmos reunidos a diversão é certa. Hoje a banda é muito maior que nós quatro...além das backing vocals, a equipe soma umas 12 pessoas e é sempre uma alegria estarmos juntos e fazendo música.

RB: O Lollapalooza foi palco do lançamento do CD Welcome To My House, porém não é o primeiro grande festival que a banda toca. Como é a preparação para esses grandes shows?
FM: O que muda principalmente é a estrutura do show, porque tudo é muito cronometrado. Você tem que estar com tudo ajustado: as músicas, as falas, as paradas, as trocas de instrumentos, tudo sincronizado. E também a dimensão do palco, a parte de retorno, de aparelhagem, é bem diferente de um show mais intimista. Tudo tem que ser muito rápido para não dar nada errado porque e não comprometer a performance dos músicos. E o público é bem mais amplo, diversificado... mas aí é chamar o público para se divertir com a gente, e mostrar o som que temos para oferecer.

RB: A produção do CD ficou a cargo de Renato Patriarca, que já trabalhou em grandes obras do rock brasileiro. Como foi ter um nome de peso desse no processo e de que forma ele abrilhantou o trabalho de vocês?

FM: O Renato já tinha produzido o nosso primeiro álbum e acredito que tudo fluiu mais fácil nesse segundo. O processo todo foi muito tranquilo. A gente se conhece bem, se entende, e ele capta a essência do que a gente quer passar. O Renato é fundamental na produção, não deixa a gente sair do foco, lembrando sempre a nossa identidade musical.

RB: Quais são os próximos passos da banda na divulgação do novo CD?
FM: Como o nome Welcome To My House já entrega, esse álbum foi feito para as pessoas se sentirem em casa mesmo. A intenção é trazer o público para perto, deixá-los à vontade com o nosso som, como se fôssemos os anfitriões. Quando você recebe alguém na sua casa, você quer que eles se divirtam, aproveitem. O nosso álbum é para isso, para todos se divertirem junto com a gente. Pode ser para um público grande, para público pequeno, 100, 200 ou 20 mil pessoas, a ideia é que o nosso som faça eles se sentirem à vontade e próximos da gente.

 

ATENÇÃO!!!
Para postar um comentário sobre esse texto, você precisa fazer seu LOGIN no site.

Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site