logotipo
33 anos de rock'n'roll

Edição Atual

Música do Dia


ENSIFERUM - Way Of The Warrior

  • Ouça agora o novo single de Robert Plant “The May Queen”

    Segunda, 21 de agosto de 2017
  • Black Sabbath: novo trailer do filme “The End of The End”

    Segunda, 21 de agosto de 2017
  • Six Feet Under: novo álbum “Torment” lançado no Brasil

    Domingo, 20 de agosto de 2017

Evanescence: Amy Lee comanda a festa e fãs relembram clássicos no Rio

EVANESCENCE
Vivo Rio, RJ/RJ (22/04/2017)


Texto por Gustavo Maiato e fotos por Daniel Croce


O Evanescence vem há muito tempo colhendo os frutos de um passado glorioso quando Amy Lee emplacava sucesso atrás de sucesso na finada MTV e os fãs acompanhavam boquiabertos esse estilo gótico e pesado que chegava ao mainstream e arrebanhava corações e mentes. Uma década e meia depois, e com três álbuns no currículo, os shows da banda não têm muita escapatória senão apostar na nostalgia de Going Under, Bring Me To Life e My Immortal, músicas que revolucionaram o metal alternativo (ou sinfônico?) e ajudaram a inserir o vocal feminino na cena mundial.


Mais de uma hora antes do show começar as filas ainda eram quilométricas e o Vivo Rio já estava apertado para receber os fãs. Conforme os músicos iam entrando, os gritos iam aumentando, e quando Amy Lee entrou para Everybody’s Fool foi ensurdecedor o estardalhaço na plateia. Ela batia cabeça, agitava e interagia como uma verdadeira metal girl e o baterista Will Hunt era um show à parte batendo forte na bateria e atraindo olhares para sua cabeleira loira. What You Want e Going Under vieram em seguida e botaram todo mundo para pular. O ponto negativo veio da plateia onde um engraçadinho resolveu fumar em um ambiente fechado e assim os seguranças precisaram fazer seu trabalho.


Um ponto que a produção caprichou foi o jogo de luzes. Intensos feixes vermelhos e azuis se revezavam com os canhões de lasers fazendo um bonito espetáculo. Se no quesito músicas novas a banda está devendo há algum tempo (tirando a solitária Even in Death), o sangue novo veio em forma de guitarrista. A novata alemã Jen Majura foi uma boa contratação para as seis cordas, já que a moça ajuda bastante nos backing vocals e tem um estilo punk pulsante, trazendo energia para o show. Desacelerando as coisas, Amy Lee foi ao piano pela primeira vez para tocar Lithium e Even in Death. Na plateia viam-se casais em sinceros abraços e muito choro dos mais entusiasmados. A californiana aproveitou para agradecer em português e os fãs retribuíram com um coro: “Amy, eu te amo!”.


O outro guitarrista Troy McLawhorn teve seus momentos de destaque nos poucos solos e o baixista Tim McCord se limitou a acompanhar o ritmo das músicas contribuindo para aumentar o peso geral das composições. My Immortal foi uma das melhores, muito aplaudida e cantada com o coração pelos fãs. Uma surpresa no show do Rio foi a música The Change, do álbum Evanescence, que não fora executada na apresentação anterior em Brasília. Call Me When You’re Sober foi outro clássico que empolgou, embora muitos fãs preferissem filmar com os celulares a pular e vibrar com a música. O clássico-mor Bring Me To Life foi iniciado por Amy no teclado e na parte do rap a cantora estendeu a música para proporcionar um momento onde os fãs acompanharam o ritmo com palmas. O bis ficou por conta de Whisper, que fechou bem a noite.


O Evanescence fez um show dramático e mostrou que está em ótima forma, mesmo sem um disco de inéditas em seis anos. Se a proposta foi pegar pela nostalgia, a banda acertou em cheio. Amy Lee é uma vocalista e pianista competente que sabe conduzir a banda. A vocalista, entretanto, não faria mal em se esforçar um pouquinho mais para se comunicar mais com seus fãs. Um bom começo seria inserir momentos no show para conversar com seu público entre as músicas para deixar a coisa mais fluida. No fim das contas, os fãs mataram a saudade dos clássicos da banda e viram uma apresentação definitivamente emocionante e sincera.


evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-10.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-11.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-12.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-13.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-14.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-15.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-16.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-17.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-18.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-19.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-2.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-20.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-21.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-22.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-23.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-24.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-25.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-26.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-27.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-3.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-4.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-5.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-6.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-7.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-8.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_-9.jpg evanescence RJ vivo rio 22 04 2017_.jpg

 

ATENÇÃO!!!
Para postar um comentário sobre esse texto, você precisa fazer seu LOGIN no site.

Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site