logotipo
33 anos de rock'n'roll

Edição Atual

Música do Dia


ALTER BRIDGE - Ties That Bind

  • Guaru Metal Fest 2017: “Heavy Day” com Anvil e Tysondog neste sábado

    Sexta, 22 de setembro de 2017
  • Foo Fighters e Queens of the Stone Age voltam ao Brasil em 2018

    Quinta, 21 de setembro de 2017
  • Iron Maiden anuncia "The Books Of Souls: Live Chapter" para Novembro

    Quarta, 20 de setembro de 2017

Red Hot Chili Peppers encerra 1ª noite do Super Bock Super Rock

FESTIVAL SUPER BOCK SUPER ROCK

Lisboa, Portugal (13/07/2017)

 

Texto por Stefani Costa

 

Há 11 anos sem tocar em Portugal, a banda californiana Red Hot Chili Peppers encerrou a primeira noite do Festival Super Bock Super Rock, que acontece no Parque das Nações, em Lisboa, Portugal. Essa é a 23ª edição do evento, que já contou com a presença de bandas de peso, como Slayer, Pixies, Faith No More, The Cure, David Bowie,  Rage Against the Machine, Korn, Marilyn Manson, Iggy Pop, System of a Down, Alice in Chains, Metallica,  Mastodon, entre outras.

 

Mesmo tendo subindo ao palco à meia-noite, não faltou energia do público, que já havia esgotado os ingressos do primeiro dia muito antes do Festival começar. A área externa do evento ficou praticamente vazia, produzindo ecos, enquanto o Red Hot se apresentava na MEO Arena, um complexo moderno reservado às atrações principais (Future e Deftones fecham os próximos dois dias). Porém, o que deixou a desejar foi a qualidade (regulagem) do som, principalmente nos momentos em que o groove com seletos efeitos do baixista Flea conduzem a melodia.

 

Carismáticos e bem dispostos, Anthony Kiedis, Flea, Chad Smith e Josh Klinghoffer iniciaram a apresentação com Can´t Stop, levando as mais de 20 mil pessoas ao delírio! Em seguida, foi a hora de mandar, na sequência, Snow (Hey oh) e Dark Necessities, garantindo uma repleta empolgação da plateia.

 

Geralmente, o vocalista é quem costuma fazer as "honras da casa". Mas, no caso do Red Hot Chili Peppers, Flea foi o responsável pela comunicação com o público, mandando mensagens positivas entre as canções, o que valorizou ainda mais suas habilidades. Já que seu talento, na hora de dedilhar o baixo com toda a maestria, é impagável!

 

Dos álbuns mais antigos, os norte-americanos mandaram Nobody Weird Like Me (1989), Suck My Kiss (1991), Mother´s Milk (1989) e Aeroplane (1991). Give it Away, canção que fez a banda estourar em 1991, foi a escolhida para encerrar a apresentação, que teve duração de uma hora e meia, com pedidos de paz e amor e uma longa salva de palmas.

 

PS: Por um pedido feito pela própria banda, não foram permitidas gravações de vídeo nem fotografias por parte da imprensa. Por isso, todas as fotos divulgadas foram concedidas pela organização do Super Bock Super Rock

 

598604.jpg 598605.jpg 598606.jpg 598607.jpg 598608.jpg 598609.jpg 598614.jpg 598616.jpg 598617.jpg 598623.jpg

 

ATENÇÃO!!!
Para postar um comentário sobre esse texto, você precisa fazer seu LOGIN no site.

Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site