logotipo
33 anos de rock'n'roll

Edição Atual

Música do Dia


ROBERT PLANT - The May Queen

  • Scream Of Agony Fest: Eternal Darkness DCLXVI e mais em SP

    Terça, 22 de agosto de 2017
  • Ouça gravação inédita de Lemmy Kilmister com guitarrista do Headcat

    Terça, 22 de agosto de 2017
  • Ouça agora o novo single de Robert Plant “The May Queen”

    Segunda, 21 de agosto de 2017

Sepultura: três shows de “Machine Messiah” no SESC Belenzinho em SP

 

SEPULTURA

SESC Belenzinho, SP/SP (27, 28 e 29/07/2017)

 

Texto por Patrícia Carvalho e fotos por Ronaldo Borges

 

A banda de metal Sepultura realizou um combo de três shows em São Paulo, no SESC Belenzinho. A banda apresentou algumas músicas do álbum novo, intitulado Machine Messiah, como I Am The Enemy, Phantom Self, Sworn Oath e Iceberg Dances. A banda também não deixou de tocar alguns dos clássicos, como Desperate Cry, Territory, além do hino que consagrou a banda, a música Roots, para delírio dos fãs.

 

A banda brasileira, que se propõe a fazer um som pesado de altíssima qualidade (e com certeza o faz!) ainda mantém suas peculiaridades dentro da cena metal, principalmente após o álbum Roots (1996); álbum este que criou um verdadeiro amalgama entre o thrash metal, a música brasileira (principalmente a música indígena, tendo participação da tribo xavante no álbum citado) e vários outros experimentalismos musicais.

 

O show de apresentação do novo álbum, por sua vez, mantém tais peculiaridades, não hesitando em ousar com batuques (Derrick agitou muitas músicas tocando um surdo de bateria que se encontrava a frente no palco, trazendo para o proscênio a essência da música tribal), solos melodiosos vez ou outra entre a guitarra distorcida e insana de Andreas Kisser, e até mesmo uma performance do mesmo dedilhando no violão na música instrumental Iceberg Dances.

 

O álbum Machine Messiah é o segundo disco com o baterista Eloy Casagrande e, com certeza, o público tem aprovado a escolha, o que se tornou nítido em vários momentos do show em que gritavam o nome do baterista enlouquecidamente.

 

Não podemos deixar de citar a participação nos vocais do grande baixista da banda, Paulo Jr, na música Polícia, para finalizar o show em grande estilo.

 

O vocalista Derrick Green, o guitarrista Andreas Kisser, o baixista Paulo Jr. e o baterista Eloy Casagrande consagraram a noite paulistana com muita energia e carisma, mostrando que é sempre possível experimentar novas nuances musicais, sem perder o fôlego e o mosh pit.

 

Setlist.JPG sem logo (1).jpg sem logo (10).jpg sem logo (11).jpg sem logo (12).jpg sem logo (13).jpg sem logo (14).jpg sem logo (15).jpg sem logo (16).jpg sem logo (17).jpg sem logo (18).jpg sem logo (19).jpg sem logo (2).jpg sem logo (20).jpg sem logo (21).jpg sem logo (22).jpg sem logo (23).jpg sem logo (24).jpg sem logo (25).jpg sem logo (26).jpg sem logo (27).jpg sem logo (28).jpg sem logo (29).jpg sem logo (3).jpg sem logo (30).jpg sem logo (4).jpg sem logo (5).jpg sem logo (6).jpg sem logo (7).jpg sem logo (8).jpg sem logo (9).jpg

 

ATENÇÃO!!!
Para postar um comentário sobre esse texto, você precisa fazer seu LOGIN no site.

Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site