logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


RAINBOW - Lost In Hollywood

  • Delain e VUUR em Limeira: Holanda em dose dupla

    Terça, 21 de maio de 2019
  • Bonadia Fest reúne 15 bandas em SP

    Domingo, 05 de maio de 2019
  • Coletânea física e digital comemora os 50 anos do ZZ Top

    Sexta, 03 de maio de 2019
Erro
  • JFolder::files: Caminho não é uma pasta:

Stoned Jesus: retorno triunfante ao Rio de Janeiro

 

STONED JESUS

La Esquina, RJ/RJ (17/08/2017)

 

Texto por Luiz Mallet e fotos por Wesley Lima

 

O dia 17 de agosto foi marcado pelo grande retorno do Stoned Jesus ao Rio de Janeiro. Após uma grande passagem em maio do ano passado, os ucranianos faziam seu retorno tocando dessa vez o seu aclamado álbum Seven Thunders Roar na íntegra.

 

Após um pequeno atrasado (que veio a calhar, devido ao transito que estava na cidade por conta da chuva), o Red Mess iniciava os ritos da noite, destilando sons de seu álbum Into the Mess. Com uma certa dose de progressividade e peso, o grupo de Londrina deixou uma boa impressão para os presentes.

 

Em seguida, o Blind Horse, que recentemente lançou o álbum Patagonia, subia no palco. Com influencias calcadas no rock clássico e na psicodelia dos anos 70, os cariocas ganharam o público ao longo de sua apresentação.

 

Logo menos o Stoned Jesus estava no palco, tocando o que muitos consideram ser seu melhor disco. O carisma já conhecido dos ucranianos permanecia inalterado desde a sua apresentação no ano passado, quando divulgavam o disco The Harvest, de 2015. O público, que a essa altura já enchia a casa, parecia bem familiarizado com o setlist, e a todo tempo cantava as músicas com a banda, o que criava um clima bem legal e intimista. Destaque, claro, para I'm the Mountain, o grande épico de Seven Thunders Roar.

 

Após tocarem o disco na íntegra, cumprindo a promessa e já com todos em êxtase, a banda volta ao palco para Here Come the Robots, com direito a mosh pit e tudo mais. E assim se encerrava a noite chuvosa, porém acolhedora para quem estivesse no La Esquina, com três grandes apresentações de três grandes bandas. Mais um trabalho extremamente bem feito e competente da Abraxas.

 

 
Busca no site