logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


HUNTRESS - Eight Of Swords

  • Slash: lançado "Mind Your Manners", mais um single do novo álbum

    Segunda, 20 de agosto de 2018
  • Aretha Franklin: morre a rainha do soul, aos 76 anos de idade

    Sexta, 17 de agosto de 2018
  • Jill Janus: morre aos 43 anos a vocalista da banda Huntress

    Sexta, 17 de agosto de 2018

Asomvel: confira como foi show no Mineiro Rock Bar em SP

ASOMVEL

Mineiro Rock Bar, Osasco/SP (29/04/2018)

 

Texto por Gabriel dos Santos e fotos por Ingrid Cardoso e Gabriel dos Santos

 

Aconteceu no Mineiro Rock Bar - um espaço com a cara do rock/metal underground paulistano em Osasco (SP) - a primeira apresentação da banda de speed metal Asomvel na cidade, acompanhado de três bandas para completar a noite: Nightmare, Two Old Men e Arma.

 

Com um público razoável na casa, a primeira banda a se apresentar foi o Nightmare e o vocalista Fausto (ex Ocultan) demonstrou claramente sua influência do mestre Lemmy Kilmister ao cantar olhando para cima e tocando seu baixo Rickenbacker, remetendo ao clássico modelo usado por Lemmy.

 

Nas primeiras músicas mostrou-se claro a influência e a inspiração de black metal, com um som pesado e bateria ultrarrápida, semelhante ao início do metal extremo de Minas Gerais. Houve uma pausa de 10 minutos para que o guitarrista trocasse uma corda que estourou, mas após isso o show seguiu normalmente. E assim encerrou-se o primeiro show da noite com a música título de seu EP: Old Metal for True Metalheads.

 

A segunda apresentação foi da banda Two Old Men, banda da baixada-santista que curiosamente é formada apenas por um guitarrista (que também é vocalista) e baterista. Com uma pegada bem rápida, chamou a atenção do público durante suas músicas. Um detalhe curioso foi para o cover de Neil Young Rockin' in the Free World, que atraiu a atenção de todos tendo sido muito bem executada com seus acordes poderosos.

 

A terceira apresentação da noite veio em peso, ao coro de "Asomvel", a banda subiu no palco e provou porquê são chamados de “Motörhead da Era Moderna”. O baixista e vocalista Ralph é claramente uma versão mais jovem de Lemmy Kilmister, tanto na forma de cantar como tocar seu baixo.

 

Com a casa cheia - mas não lotada - o público cantou os refrões das músicas e a balançou as cabeças junto com os riffs poderosos tocados pela banda. Um dos ápices do show foi durante a música World Shaker - som que fez a banda explodir aqui no Brasil - e que deixou o público mais intenso, cantando junto com a banda e mostrando aos ingleses o amor brasileiro pelo metal underground.

 

Durante a execução da última música, Full Moon Dog, houve um problema na mesa de som que fez com que os microfones se desligassem, o que deixou baixista/vocalista Ralph um pouco irritado com a situação.

 

Vale destacar a história de dois fãs que conheci no show. Eles vieram de Hortolândia (interior de SP), trajavam camisetas do Asomvel e disseram que vieram com a missão de ver o show e voltar para contar na cidade deles como era a banda que é a ressurreição de Ian Fraser Kilmister.

 

Após a espetacular apresentação do Asomvel, subiu ao palco a banda Arma para fechar uma grande noite de rock ‘n’ roll.

 

A banda de speed metal paulista está divulgando seu novo CD Rock n' Roll Murderers e já entrou no palco com força total, sem enrolações, impôs seus acordes para o público que ainda estava recuperando o fôlego pela banda anterior.

 

Com frases de apoio ao metal nacional, o baixista e vocalista Raphael (Túmulo, Primitive) conseguiu chamar a atenção do público para o seu som.

 

Destaque do público para a música Whiskey With Lemmy - uma bela homenagem da banda ao eterno frontman do Motorhead - que agitou enlouquecidamente a galera pela grande semelhança sonora com o Motorhead.

 

Durante a execução da música Rock N Roll Murderers ocorreu novamente uma falha da mesa de som que cortou os microfones e, uma pausa de 10 minutos para resolver o problema.

 

Após o concerto, e infelizmente com um público menor, o Arma seguiu o show como se estivesse tocando para um estádio lotado, e assim finalizou a noite.

 

Sendo assim, esse evento foi verdadeiramente uma experiência única no meio do metal underground, possivelmente sendo uma experiência bem próxima de um show do Motorhead dos anos 70. Para aqueles que dizem que o Rock morreu, realmente não conhecem onde ele vive e se originou, no meio underground!

 

20180429_002315.jpg 20180429_003013.jpg 20180429_003018.jpg 20180429_004042.jpg 20180429_004046.jpg 20180429_004100.jpg 20180429_004134.jpg 20180429_004204.jpg 20180429_004213.jpg IMG-20180503-WA0114.jpg IMG-20180503-WA0115.jpg IMG-20180503-WA0116.jpg IMG-20180503-WA0117.jpg IMG-20180503-WA0118.jpg IMG-20180503-WA0119.jpg IMG-20180503-WA0120.jpg

 
Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site