logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


IN FLAMES - I Am Above

  • Metal Singers II: grandes nomes do metal agitaram São Paulo

    Sábado, 15 de dezembro de 2018
  • SP Rock Show: Sepultura comanda a festa na capital paulista

    Quinta, 13 de dezembro de 2018
  • Jordan Rudess relembra histórias e toca clássicos em show solo no Rio

    Terça, 11 de dezembro de 2018

Tarja Turunen traz novidades e emociona fãs em show no Rio de Janeiro

TARJA

Circo Voador, Rio de Janeiro/RJ (25/08/2018)

 

Texto e foto por Gustavo Maiato

 

"Eu não devia ter feito isso, foi muita loucura. Mas, eu sou um pouco louca...". Essas foram as palavras de Tarja depois de cantar em português o surpreendente cover da brasileiríssima Lanterna dos Afogados, dos Paralamas do Sucesso. Em um show repleto de surpresas no Rio de Janeiro, essa foi apenas uma das lições de carisma e técnica que a cantora mostrou.

 

No primeiro show do Brasil da turnê chamada Act II, a finlandesa mostrou que sua carreira solo ganhou musculatura e que "zona de conforto" não é bem a sua praia. Ainda na esteira de novidades, o show no Circo Voador foi a estreia nos palcos da música Diva, cuja letra é notadamente um tapa com luva de pelica em Tuomas Holopainen, tecladista do Nightwish, sua ex-banda.

 

Outros dois momentos fizeram o coração de todos bater mais forte. O primeiro foi o medley com músicas do Nightwish incluindo raridades como Tutankhamen e The Riddler. O outro foi o set acústico no meio da apresentação (onde foi executada Lanterna dos Afogados). Nesse momento mais intimista, a banda foi toda para a frente do palco e Tarja brilhou com The Reign, Mystique Voyage, entre outras.

 

O baixista Kevin Chown, que quase não veio devido a problemas no visto, deu uma aula de carisma e técnica, ganhando o papel de segunda estrela na trupe depois que o monumental baterista Mike Terrana deixou a banda de Tarja. No geral, a banda não decepcionou, embora mais nomes famosos caíssem bem no line up.

 

No geral, Tarja mostrou que está em plena forma técnica e seu show é divertido de se ver. A cantora está super leve e até fez uma exibição de headbanging ao final do show, sozinha no palco, para delírio dos fãs. Por fim, um adendo que vai fazer muito fã espernear: um pouquinho mais de Nightwish no set não iria fazer mal. Embora, é bem verdade, sua carreira solo já consiga segurar um show inteiro.

 

Trazendo uma trupe de vocalistas e muito bom gosto, os paulistas do Soulspell desfilaram seu metal opera em sua primeira aparição no Rio. Capitaneados pelo baterista Heleno Vale, o grupo de power metal empolgou o público com músicas como The End You'll Only Know At The End. O entrosamento entre os músicos foi muito bom e é sempre bom ver bandas de power metal ganhando destaque em um cenário brasileiro repleto de death, black e thrash. Que voltem sempre!


soulspell lightroom (19 de 28).jpg soulspell lightroom (2 de 28).jpg soulspell lightroom (26 de 28).jpg soulspell lightroom (3 de 28).jpg soulspell lightroom (4 de 28).jpg soulspell lightroom (5 de 28).jpg soulspell lightroom (6 de 28).jpg soulspell lightroom (7 de 28).jpg soulspell lightroom (8 de 28).jpg tarja photoshop (1).jpg tarja photoshop (16).jpg tarja photoshop (17).jpg tarja photoshop (18).jpg tarja photoshop (19).jpg tarja photoshop (21).jpg tarja photoshop (29).jpg tarja photoshop (3).jpg tarja photoshop (30).jpg tarja photoshop (31).jpg tarja photoshop (32).jpg tarja photoshop (33).jpg tarja photoshop (4).jpg tarja photoshop (40).jpg tarja photoshop (41).jpg tarja photoshop (42).jpg tarja photoshop (43).jpg tarja photoshop (44).jpg tarja photoshop (45).jpg tarja photoshop (54).jpg tarja photoshop (6).jpg

 
Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site