logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


OPETH - Heart In Hand

  • Delain e VUUR em Limeira: Holanda em dose dupla

    Terça, 21 de maio de 2019
  • Bonadia Fest reúne 15 bandas em SP

    Domingo, 05 de maio de 2019
  • Coletânea física e digital comemora os 50 anos do ZZ Top

    Sexta, 03 de maio de 2019
Erro
  • JFolder::files: Caminho não é uma pasta:

Tarja leva show "Act II" para Belo Horizonte e volta à cidade 3 anos depois

TARJA

Theatro Brasil Vallourec, Belo Horizonte/MG (26/08/2018)

 

Texto e foto por Aryel Penido

 

Quase três anos após sua última apresentação em Belo Horizonte, Tarja Turunen retornou a capital mineira no último domingo (26) para, pela primeira vez, realizar um show em um teatro na cidade, o segundo da turnê brasileira que ainda vai passar por Vila Velha, Manaus, São Paulo e Brasília.

 

A proposta de uma experiência com lugares marcados e todos sentados assistindo a apresentação sem muita interação com os músicos não durou 2 minutos após Tarja entrar no palco, quando o teatro explodiu ao som dos riffs fortes do single No Bitter End. Com o público bem mais próximo do que em casas de show, a finlandesa e a banda esbanjaram carisma. Por diversas vezes inclusive o guitarrista (Alex Scholpp) e o baixista (Kevin Chown) se aproximavam dos fãs e lhes davam “permissão” para que tocassem seus instrumentos.

 

Apesar da falta de Too Many, música que estava em todos os shows do ano anterior, o set não deixou a desejar, com músicas pesadas como Demons In You, Calling From The Wild e Slaying The Dreamer. Além disso, um set acústico realizado foi com maestria onde Tarja mostrou não só técnica com a música House Of Wax cantada em tons mais graves como também a atenção e carinho com o público brasileiro ao cantar Lanterna Dos Afogados, clássico do Paralamas Do Sucesso, em português, uma música que só havia sido tocada uma vez no Rio de Janeiro na noite anterior e um cover incrível de Supremacy da banda Muse.

 

As três músicas que encerram os shows da cantora desde 2014, Victim Of Ritual/Die Alive/Until My Last Breath, chegaram em um piscar de olhos e com uma carreira mais madura e uma banda mais entrosada, Tarja mais uma vez fez um show memorável, o maior em Belo Horizonte, tanto em público quanto em produção, e deixou um gostinho de quero mais em muitas pessoas, que volte em breve.

 

 
Busca no site