logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


OPETH - Ghost Of Perdition [Live]

Filme leva história do Mötley Crüe à Netflix

  Mas os críticos estão comparando The Dirt com Bohemian Rhapsody, o que é um erro.

Festa de lançamento do novo álbum do Uganga

Dia 29 tem festa de lançamento do novo álbum do Uganga em São Paulo, no bairro de Pinheiros.  

Filme resgata história do thrash no cinema

Estreia em abril Murder In The Front Row: The San Francisco Bay Area Thrash Metal Story.

  • Filme leva história do Mötley Crüe à Netflix

    Sábado, 23 de março de 2019
  • Festa de lançamento do novo álbum do Uganga

    Sexta, 22 de março de 2019
  • Filme resgata história do thrash no cinema

    Sexta, 22 de março de 2019

Metal Singers II: grandes nomes do metal agitaram São Paulo

METAL SINGERS II

Espaço 555, São Paulo/SP (09/12/2018)

 

Texto por Jani Santana e fotos por Leandro Almeida

 

Nesse último domingo, dia 09/12/18, aconteceu em nossa São Paulo o projeto Metal Singers Tour, realizado pela TC7 Produções & Live CO.

 

Em sua segunda edição, as lendas do metal: UDO, Blaze Bayley, Doogie White e Andre Matos, apresentaram seus maiores clássicos.

 

Udo Dirkschneider (U.D.O., ex-Accept), Blaze Bayley (ex-Iron Maiden) que estiveram na primeira edição de 2015 e dois novos participantes; Andre Matos (Shaman, Viper e ex-Angra) e Doogie White (Michael Schenker’s Temple Of Rock, ex-Rainbow, ex-Tank, ex-Pink Cream 69, ex-Yngwie Malmsteen, etc...), nos trouxe de volta a magia de suas  eternas canções .

 

O evento aconteceu no Espaço 555, localizado no centro da Cidade, em uma das avenidas mais conhecidas, próxima ao metrô e ao templo dos Rockeiros “A Galeria do Rock”. Com capacidade para 1300 pessoas teve um público mediano, que, com certeza, curtiram a apresentação dos Quatros Super Vocalistas.

 

Bem que a moçada rocker poderia ter comparecido em maior número.

 

O Espaço 555 é uma casa bem equipada, bonita e com visibilidade total. De qualquer lugar onde ficamos, vemos o palco e apreciamos o espetáculo.

 

O time de músicos que acompanharam os Quatro vocalistas, já nossos conhecidos da cena nacional, foram sensacionais e fizeram um exímio trabalho.

 

Parabéns!!

 

Lucas Tagliani - Bateria (Tim “Ripper Owens)

Will Costa - Baixo (Tim “Ripper Owens)

Vulcano - Guitarra

Kiko Sred - Guitarra

 

O primeiro a se apresentar foi Doogie White, seu talento é inegável, que voz maravilhosa. Pena que o setlist foi curto, apenas 5 músicas. Manda de cara Judgment Day do “Tank”, incrível como esse som é forte e o refrão fica na mente:

 

“See the tears of the lost and lonely

Hear the fears as they cry in shame

See the tears of the lost and lonely

As they march to Judgement Day.”

 

Doogie é maravilhoso, e o show começa quente, seguindo com um som de “Michael Schenker Group”, a Lord of the Lost. O que curto na voz de Doogie é a força, ela é limpa e natural, sua performance ao vivo é impecável e carismática.

 

Ariel do “Rainbow” vem pra matar as saudades dessa superbanda. O vocal quase choroso, comove.

 

Segue com Five Knucle Shuffle do Demon’s Eye e o ápice de sua apresentação, a belíssima Temple of the King, que levou muito marmanjo (a) as lágrimas. Não tem como não lembrar do fabuloso Dio ouvindo essa canção.

 

Apesar de um show curto, o set foi muito bem escolhido e bem executado tanto por Doogie quanto pela banda de apoio.

 

SETLIST Doggie White

Judgment Day  (Tank)

Lord of the Lost  (Michael Schenker)

Ariel  (Rainbow)

Five Knucle Shuffle (Demon’s Eye)

Templo of the King

 

O segundo Metal Singers a se apresentar foi André Matos, nosso Brazuka Internacional se mostrou empolgado brincando com os músicos e bastante falante com a platéia. Cantou os clássicos de sua carreira.

 

Tocando seu teclado, ao timbre de cravo, mandou a Living for the Night, do Viper, levando a galera ao delírio. A surpresa maior foi quando pediu ao baterista que começasse uma das músicas e reconhecemos a introdução da poderosa Painkiller, do Judas Priest. O palco parecia pequeno perante o desempenho e entusiasmo do Andre Matos, que demonstrou estar curtindo muito essa reunião de feras. Agitou a galera com total domínio de palco.

 

SETLIST André Matos

 

Nothing To say (Angra)

Living for the Night (Viper)

Lisbon (Angra)

Rio (Andre solo)

Painkiller (Judas Priest)

Carry On (Angra)

 

 

E o que dizer do próximo Metal Singer que subiu ao palco?! Esse é o cara, super animado e com maior interação com o público. Não parou um só instante e em alguns momentos parecia que ia descer e cantar junto com a galera, assim foi a performance de Blaze Bayley. Ele que teve a responsa de substituir um dos maiores vocalistas de Heavy Metal do mundo estava lá cantando, dando a mão a quem quisesse cumprimentá-lo e lógico todos queriam ir à frente e tocar nele, recebendo a energia do metal. Bem na ponta do palco, com celular em punho, filmando o público, como se nós fossemos a atração principal. E acho que esse era o pensamento dele.

 

Com o setlist de sua fase como vocalista do Iron Maiden, fez um grande show, fazendo nos sentir como grandes e velhos amigos. Que show!!!

 

SETLIST Blaze Bayley

 

Lord of the Flies (Iron Maiden)

Futureal (Iron Maiden)

When Two Words Collide (Iron Maiden)

Clansman (Iron Maiden)

Man on the Edge (Iron Maiden)

 

 

Por último o inigualável Udo Dirkschneider, com sua voz rasgada e única, sua baixa estatura, suas roupas camufladas e seu cabelo agora grisalho, cantou os clássicos de sua fase no Accept.

 

Udo não deixa o rock esfriar, manda uma atrás da outra, conversa com a galera dizendo como gosta de tocar aqui e sem delongas detona clássico após clássico.

 

Como é lindo reviver o metal dos anos 80. Ouvir Princess of the Dawn, Fast as the Shark, ao vivo é como explodir uma bomba de satisfação em nossas cabeças. Todos cantamos em uníssono quase sobrepondo a voz do baixinho.

 

Udo é mestre no que faz, com 4 décadas de metal em seu currículo, nos proporcionou muita emoção e força encerrando o evento com Balls to the Walls!

 

 

SETLIST UDO

Metal Heart  (Accept)

Living for Tonight   (Accept)

Midnight Mover  (Accept)

London Leather Boys   (Accept)

Up To The limit  (Accept)

Princess of the Down  (Accept)

Restless & Wild/Son  (Accept)

Son of a Bitch…(Accept)

Fast as the Shark  (Accept)

I’m a Rebell    (Accept)

Balls to the Walls   (Accept)

 

Tivemos um domingo nostálgico e muito revigorante. Espero que tenha mais desse projeto e que a galera prestigie mais.

 

_LAA0063.jpg _LAA0076.jpg _LAA0096.jpg _LAA0135.jpg _LAA0142.jpg _LAA0161.jpg _LAA0215.jpg _LAA0216.jpg _LAA0235.jpg _LAA0248.jpg _LAA0253.jpg _LAA0286.jpg _LAA0294.jpg _LAA0296.jpg _LAA0300.jpg _LAA0319.jpg _LAA0321.jpg _LAA0326.jpg _LAA0342.jpg _LAA0344.jpg _LAA0348.jpg _LAA0357.jpg _LAA0383.jpg _LAA0384.jpg _LAA0388.jpg _LAA0399.jpg _LAA0408.jpg _LAA0414.jpg _LAA0434.jpg _LAA0440.jpg _LAA0457.jpg _LAA0481.jpg _LAA0482.jpg _LAA0488.jpg

 
Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site