logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


BLACKMORE'S NIGHT - The Moon Is Shining

  • Delain e VUUR em Limeira: Holanda em dose dupla

    Terça, 21 de maio de 2019
  • Bonadia Fest reúne 15 bandas em SP

    Domingo, 05 de maio de 2019
  • Coletânea física e digital comemora os 50 anos do ZZ Top

    Sexta, 03 de maio de 2019
Erro
  • JFolder::files: Caminho não é uma pasta:

Jinjer: como foi a primeira vez dos ucranianos na capital gaúcha

JINJER

Art & Tattoo Club, Porto Alegre/RS (06/12/2018)

 

Texto por Flávio Soares e fotos por Aline Jechow

 

Uma quinta feira com temperatura agradável, mobilizou um bom número de fãs para conferir os seus ídolos da Ucrânia.

 

Com um pequeno atraso, cerca de 20 minutos, sobem ao palco do "Art & Tattoo Club" já com o seu público na mão. Apesar do cansaço promovido por uma viagem desgastante do Uruguai até o Rio Grande do Sul, e do estresse devido à problemas com a alfândega brasileira, mostraram muita desenvoltura, uma performance muito solta no palco, muita técnica e uma boa comunicação com seu público. Tudo isso decorrente de quase uma década de existência, três álbuns lançados e um contrato com uma das gravadoras grandes do underground mundial, a Napalm Records, que os fez aparecer bastante nos últimos dois anos, girando o mundo e tocando nos grandes festivais europeus.

 

Com músicas como Captain Clock, Teacher e I Speak Astronomy Tatiana, Eugene, Roman e Vlad (vamos chamá-los só pelo primeiro nome) conseguem uma mistura de Metalcore, Djent, Progressivo e Nu-Metal, o que fez com que o público participasse e interagisse bastante com os músicos.

 

Para uma primeira vez, podemos considerar que o show foi curto, pouco mais de uma hora, mas com certeza foi intenso, e deixou aquela vontade de "quero mais" nos seus fãs.

 

 
Busca no site