logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


URIAH HEEP - Take Away My Soul

  • Dee Snider confirmado em Curitiba

    Terça, 19 de março de 2019
  • Entrevista EXCLUSIVA com Grave Digger: "Todos nós precisamos cuidar do planeta!"

    Terça, 19 de março de 2019
  • 37 anos do último show de Randy Rhoads ao lado de Ozzy Osbourne

    Segunda, 18 de março de 2019

Nas Asas Do Corvo Fest: confira como foi o evento em Sorocaba

NAS ASAS DO CORVO

Rancho dos Ingleses, Sorocaba/SP (08/12/2018)

 

Texto e fotos por Dewindson Neris Costa


Há séculos, desde o descobrimento, a aliança entre Portugal e Brasil vem sendo cada vez mais fortalecida, seja na questão econômica, cultural, gastronômica e musical, principalmente no Metal, discos de bandas lusitanas como Moonspell, Heavenwood, Desire e muitos outros nomes tem sido lançados em solo Brasileiro e vice versa, bandas brasileiras tem tocado em festivais como o SWR Barroncelas entre outros, provando que não só de fado vive Portugal e provando ainda a admiração deles pelo Metal Brasileiro.

 

Esta força Metal Lusitana ganhou grande representatividade na cena mundial através de um dos mais respeitados programas especializados em Heavy Metal, o SOS Metal Radio Show, comandado pelo Mj Imperatore - Filipe Marta, surgiu em meados dos anos 80 na cidade de Braga em Portugal, mais exatamente em 1985 e desde então até hoje tem sido transmitido na frequência 106.0 FM da Antena Minho se tornando a rádio número 1 de música extrema em seu país e uma das mais ouvidas, com alcance para toda Portugal, Espanha, Itália, França e parte da Alemanha, além de outras rádios ao redor do globo quais retransmitem semanalmente as emissões do programa, como a Pure Rock Radio do Canadá, além de poder ser ouvida simultaneamente de qualquer lugar do planeta que tenha acesso a internet sendo transmitido via streaming.

 

Conheci a rádio em 2008, após ter sido convidado algumas vezes pelo programa para dar entrevistas, sempre após alguns lançamentos da Ravenland, nossa ligação com a rádio foi ganhando força desde que segui como Wolfheart and The Ravens em 2016, até que no ano passado, 2017, aceitei o convite para atuar como correspondente internacional, ganhei então um quadro semanal com duração de uma hora e as vezes até duas horas, quadro qual tive a liberdade de batizar como “Nas Asas Do Corvo”, a conexão Brasil – Portugal, apresentando a cena Metal Brasileira no geral, entrevistas com bandas, lançamentos, notícias e agenda de shows.

 

Hoje completando um ano dessa conexão, um ano de sucesso com ótimas entrevistas e lançamentos, me orgulho pela oportunidade e espaço confiado a mim, me sinto praticamente uma ponte entre o Brasil e a Europa para as bandas brasileiras que sonham em divulgar sua música além do oceano Atlântico, sendo valorizadas e destacadas sem ter que pagar jabá e ainda por cima tendo a oportunidade de alcançar através da audiência, um público que vai desde produtores de shows, festivais de verão, proprietários de pubs e bares da cena Metal Europeia , o público que frequenta os festivais europeus de verão, gravadoras, selos e principalmente o público amante de Metal.

 

Sendo assim, em comemoração ao sucesso que está sendo essa parceria, celebrando um ano, nada mais justo do que realizar uma festa, melhor, um Festival, mas como toda festa fica melhor com boa música, foram escaladas quatro bandas do cenário metal, duas relativamente novas e com carreiras promissoras e outras duas mais experientes com certa expressividade na cena brasileira e até internacional, o local, o belo Rancho dos Ingleses localizado na Capela, próximo à Araçoiaba-SP e Sorocaba-SP e Tatuí-SP, pouco mais de 15 minutos de carro e um pouco mais de uma hora da capital paulista.

 

Aproveitando um excelente sábado de sol, as bandas chegaram cedo para juntas prepararem o palco e curtir um pouco a área verde para camping com piscina, churrasco e cerveja. A primeira banda a se assumir o palco foi o Paramethrik iniciando sua apresentação as 19h, a banda subiu ao palco com sangue nos olhos, com muita vontade de mostrar seu Metal Core com muita influência do Death sueco e ainda algumas partes progressivas, banda relativamente nova, mas com músicas como Face the Day, Solve et coagula e R.I.V.A. já conhecidas por seus vídeos clipes fizeram o público vibrar, pular e gritar juntos. Uma apresentação acima da média e o som estava com qualidade  digna de seus riffs garantidas pelo Vitor Machado, mesmo com a desfalque do guitarrista Guilherme Durão quem não pode comparecer devido compromisso pessoal, o peso ainda se garantiu com o William no baixo e a técnica do baterista Théo, a performance vocal do Fernando é algo realmente que ganha muito destaque, indo do gutural aos screamos e vocais limpos com muita facilidade aliados a sua presença de palco! Sem palavras.

 

Durante o intervalo os amigos e público saíram em vantagem, pois ganharam com sorteios de CDs cedidos pela sempre sinônimo de qualidade em Metal Die Hard Records, além de sorteio de revistas Rock Brigade.

 

A e a próxima banda qual desbravou o palco foram também os novatos, mas não menos surpreendentes do Anfear, com um visual casando perfeitamente com sua música que em meio a riffs Power Metal e ritmos do Norte e Nordeste brasileiro, divulgaram seu primeiro EP além das músicas já também conhecidas por seus vídeo clipes no youtube, o carro chefe que realmente veio a envolver a todos cantado em Português, a faixa Iracema, a desenvoltura vocal e performance de palco da Andressa Lé é algo bem dela e ao mesmo tempo sua aparência lembra a vocalista Sharon do Within Temptation, músicos competentes como o tecladista Junior Soares e o baixista mentor Nan Marconato, a banda tocou com baterista contratado e segue a busca de um músico competente para assumir a posição. Deixaram o palco ovacionados pelos amigos e público presente.

 

Novamente o sorteio presenteou alguns sortudos do público, entre CDs do Imago Mortis, Heavenless, Claustrofobia, o DVD do baterista André Gonzáles e Armored Dawn cedidos pela Die Hard Records, Rising Records e outros por algumas bandas entrevistadas pelo quadro Nas Asas Do Corvo do SOS Metal Radio Show.

 

Agora é chegada a vez dos lobos e corvos guardarem o palco,  com a introdução tribal e indiana disparada no sample e a fumaça celta que tomou a visão do palco trazendo a noite e os seus medos, subimos ao palco, sim, este quem vos fala, Dewindson Wolfheart, vocal, Andreas Dehn guitarra e Dan Werneck, novo baterista da nossa banda Wolfheart And The Ravens qual segue a saga da antiga Ravenland, abrimos o show com a já conhecida Ravphenix e contando com a participação mais que especial da vocalista do Anfear, Andressa Lé, mesmo com somente uma semana para aprender as músicas e notas das partes femininas das músicas qual dividimos as vozes como se já tivéssemos ela na banda há algum tempo, em substituição a nossa vocalista Ravena quem estava compromissada com a CCXP, maior feira de cultura pop e por isso não pode participar conosco, mas coberta a altura em músicas como Soulmoon, End of Light, Nevermore, The Crow, entre as novas do Wolfheart and the Ravens... Outras como Dead Queen, The Last Waltz,  Poisoned e a já conhecida Memories para se despedir do palco.

 

Após o último sorteio da noite, a anfitriã, Samara Lee, apresentou em meio a fumaça e sozinha ao teclado, duas de suas músicas autorais, Conflicts e Shadows, passando um clima tétrico e sombrio para a Luz Infernal que estava a iluminar o palco, Helllight, os músicos já estavam no palco com suas marcha fúnebre, entre sinos e riffs pesadíssimos, vocais guturais perfeitos entre vozes limpas que pareciam ecoar de um abismo, a banda apresentou músicas variadas entre o lançamento do seu novo e sexto álbum As we slowy fade, banda consagrada o ícone do Funeral Doom no Brasil hipnotizou a todos com suas músicas,  While the Moon Darkens, Time, uma verdadeira viagem astral e foram muito bem ovacionados, inclusive após a banda anunciar a última música Dive in the dark, depois de mais de uma hora de show, o público ainda pediu bizz e assim a banda tocou a faixa Shades of Black e encerraram essa estupenda apresentação qual deixou os presentes catatônicos após uma viagem musical dentro dessa sonoridade dramática que é o Doom Metal.

 

Eu, gostaria de agradecer a todos os parceiros, Die Hard Records, Rock Brigade, Avantegarde de Portugal, Antena Minho, amigos presentes, bandas, em especial a Samara Lee, Raíssa e todos os músicos que tornaram essa festa possível e esperamos no próximo ano realizar uma outra edição, quem sabe com alguma banda Portuguesa com headliner e a presença do Imperador máster Filipe Marta e Skulltore do SOS Metal Radio Show.

 

ANFEAR-01.jpg ANFEAR-02.jpg ANFEAR-03.jpg PARAMETHRIK-01.jpg PARAMETHRIK-02.jpg PARAMETHRIK.jpg SORTEIO-02.jpg SORTEIO-03.jpg WOLFHEART-02.jpg WOLFHEART-06.jpg WOLFHEART-07.jpg WOLFHEART-08.jpg WOLFHEART-09.jpg

 
Próximos Shows
Sem Eventos
Busca no site