logotipo
35 anos de rock'n'roll

Música do Dia


OZZY OSBOURNE - Let Me Hear You Scresm

Clutch traz seu stoner novamente ao Brasil em show único de abril

Clutch retorna ao Brasil para uma apresentação única, em São Paulo, no dia 26 de abril.

Lacuna Coil manda mensagem aos brasileiros antes da minitour no país

Banda volta ao Brasil em fevereiro para uma miniturnê de cinco shows no país.

Guns N’Roses Experience agita os fãs em shopping paulistano

Confira como foi a tarde do Guns N’Roses Experience no shopping Anália Franco, em SP.

  • Clutch traz seu stoner novamente ao Brasil em show único de abril

    Sexta, 17 de janeiro de 2020
  • Lacuna Coil manda mensagem aos brasileiros antes da minitour no país

    Quinta, 16 de janeiro de 2020
  • Guns N’Roses Experience agita os fãs em shopping paulistano

    Quinta, 16 de janeiro de 2020
Erro
  • JFolder::files: Caminho não é uma pasta:

Eluveitie supera problemas na turnê e faz grande espetáculo no RJ

ELUVEITIE

Teatro Odisséia, Rio de Janeiro, RJ (20/02/2019)

 

Texto e fotos por Gustavo Maiato

 

O contexto que rondou a última passagem do Eluveitie pelo Brasil foi caótico: cancelamento de metade da turnê de última hora, brigas e acusações entre produtores e muita especulação sobre os reais culpados dessa confusão. No meio dessa queda de braço, os fãs foram os maiores prejudicados, e um show no Rio de Janeiro foi marcado às pressas para tentar salvar a tour de um fiasco total na parte financeira.

 

Trapalhadas e controvérsias de lado, o que importa é que o noneto capitaneado pelo vocalista e multi-instrumentista Chrigel Glanzmann entregou um show impecável no palco do Teatro Odisséia, que ganhou um ou outro metro quadrado a mais com uma extensão para comportar toda essa trupe de músicos.

 

Logo no começo, o destaque foi para a dobradinha Omnos e Lvgvs, com suas melodias dançantes e envolventes. De cara, os viúvos de Anna Murphy se transformaram em fãs da dupla que a substituiu: Fabienne Erni mandou muito vem tanto nos vocais quanto na harpa e Michalina Malisz mostrou desenvoltura na manivela de seu hurdy-gurdy.

 

Enquanto o público alternava entre rodas de mosh e danças estilo “festa dos Hobbits”, outros excelentes números foram apresentados como Epona, Thousandfold e a derradeira Inis Mona, mostrando que a banda já tem musculatura para fazer um show completo, pinçando músicas de vários álbuns e apresentando um ótimo set list.

 

Uma pena que o protagonismo da noite tenha sido as confusões fora de campo, mas a banda soube administrar os problemas e o resultado foi um presente de última hora para a Cidade Maravilhosa, que não estava na rota e acabou vendo uma ótima apresentação dos suíços.

 

 
Busca no site