logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


RAINBOW - Lost In Hollywood

  • Delain e VUUR em Limeira: Holanda em dose dupla

    Terça, 21 de maio de 2019
  • Bonadia Fest reúne 15 bandas em SP

    Domingo, 05 de maio de 2019
  • Coletânea física e digital comemora os 50 anos do ZZ Top

    Sexta, 03 de maio de 2019

Leprous faz melhor show do ano em São Paulo

 

 

10/3/2019, Carioca Club, São Paulo

Um dos grupos mais proeminentes do prog metal atualmente fez um show digno de palmas efusivas no  Carioca Clube, no último dia 19 de março, São Paulo. Os noruegueses do Leprous, apesar de estarem cavando um lugar no pódio do estilo nos últimos tempos (mais especificamente com o lançamento do último álbum, Malina, de 2017), já têm 18 anos de estrada e cinco álbuns lançados. O grupo foi, inclusive, a banda de apoio do músico Ihsahn (Emperor) ao vivo.

Feitas as apresentações, eu vos digo: que belo show! O Carioca Club, casa que recebeu o espetáculo, sempre se destacou por um ótimo sistema de som, mas este dia acredito que tenha sido o melhor que eu tenha presenciado. Às 20h em ponto, o grupo sobe ao palco e destila a trinca Bonneville, Stuck e The Valley, já mostrando todas as nuanças de seu som: pesado, técnico (sem excessos) e de muito bom gosto.

Einar Solberg, que faz as funções de vocalista e tecladista do grupo, alcança lugares surpreendentes com sua voz, que mistura falsetes e interpretações ímpares. Destaques para a atuação do rapaz de 33 anos em músicas como The Cloak e Illuminate. Claro que a banda toda é muito bem preparada e executa as músicas com perfeição, como as ótimas The Valley e Third Law, com muitos momentos quebrados e trincados, que são reproduzidos com excelência.

Malina, o último álbum lançado, foi o que teve mais representantes na apresentação, sendo cinco no total. O álbum é um dos melhores do ano de seu lançamento. A pesada e densa Mirage e a incrível Illuminate mostraram toda a potência do registro ao vivo e não decepcionaram. O single From The Flame encerrou a apresentação de forma magistral, mas ainda teve espaço antes disso para um ótimo cover de Angel, do Massive Attack.

Pouco depois das 22h o grupo deixa o palco ovacionado e a certeza de uma noite especial de ambas as partes. Unindo técnica, energia, musicalidade e carisma, os noruegueses do Leprous entregam uma apresentação que é candidata ao pódio de melhores do ano em terras tupiniquins.

(Texto: Luiz Mallet / Fotos: Leca Suzuki)

 
Busca no site