logotipo
35 anos de rock'n'roll

Música do Dia


OZZY OSBOURNE - Let Me Hear You Scresm

Clutch traz seu stoner novamente ao Brasil em show único de abril

Clutch retorna ao Brasil para uma apresentação única, em São Paulo, no dia 26 de abril.

Lacuna Coil manda mensagem aos brasileiros antes da minitour no país

Banda volta ao Brasil em fevereiro para uma miniturnê de cinco shows no país.

Guns N’Roses Experience agita os fãs em shopping paulistano

Confira como foi a tarde do Guns N’Roses Experience no shopping Anália Franco, em SP.

  • Clutch traz seu stoner novamente ao Brasil em show único de abril

    Sexta, 17 de janeiro de 2020
  • Lacuna Coil manda mensagem aos brasileiros antes da minitour no país

    Quinta, 16 de janeiro de 2020
  • Guns N’Roses Experience agita os fãs em shopping paulistano

    Quinta, 16 de janeiro de 2020

Saxon em SP foi como a gente gosta

 


TROPICAL BUTANTÃ, São Paulo, 16 de Março de 2019

 

E lá vou eu para mais um show desta lenda da NWOBHM. Saxon! Desta vez, no Tropical Butantã, em São Paulo, no dia 16 de março.

 

Já tive a oportunidade de assistir a vários shows deles, tanto no Brasil e quanto no exterior, e é sempre um deleite para os apreciadores do bom e tradicional rock pesado. A banda de abertura, Uncle Trucker, entrou com um pouco de atraso. Em um set de aproximadamente 40 minutos, tocaram três covers.

 

Ou seja, é uma boa banda, mas com perfil mais voltado para tocar covers em bares e casas noturnas. Não convenceu como banda de abertura para um grande nome como o Saxon.

 

Já o  Saxon entrou no palco às 22h05 e fez um show magistral. Biff e Paul Quinn, mesmo comemorado 40 anos de carreira, ainda estão impecáveis. A simpatia de sempre estava presente.

 

 

A banda está superentrosada, a formação permanece a mesma por vários anos. O show, como sempre, é baseado nos grandes sucessos dos anos 1980. Ele abrem com a pesada Thunderbolt, do álbum homônimo lançado em 2018, e seguem com uma sequência de clássicos. Minha surpresa foi ouvir  Ride Like the Wind, versão do hit de Christopher Cross, que ficou muito melhor com o Saxon ― e que eu adoro!

 

 

Dogs  of War também entrou bem no set list, assim como Solid Ball of Rock, duas que são da fase dos anos 1990. E quase não se viu nada dos álbuns dos anos 2000.

 

Duas horas de show, casa lotada, som excelente, diversão pura! Parabéns à produção pela organização.

 

(Texto: Danilo Guedes / Fotos: Leandro Almeida)

 
Busca no site