logotipo
35 anos de rock'n'roll

Conheça nossas redes sociais!

Música do Dia


VIPER - Living For The Night

  • Delain e VUUR em Limeira: Holanda em dose dupla

    Terça, 21 de maio de 2019
  • Bonadia Fest reúne 15 bandas em SP

    Domingo, 05 de maio de 2019
  • Coletânea física e digital comemora os 50 anos do ZZ Top

    Sexta, 03 de maio de 2019
Erro
  • JFolder::files: Caminho não é uma pasta:

Delain e VUUR em Limeira: Holanda em dose dupla

DELAIN E VUUR

Studio Mirage, Limeira/SP (16/05/2019)

 

Texto por Lucas Matheus e fotos por Pedro Henrique França

 

Numa quinta feira parcialmente nublada e fria, VUUR e Delain se unem para aquecer os corações dos brasileiros em uma noite mágica na cidade de Limeira, localizada no interior de São Paulo.

 

Às 20:00, a consagrada vocalista Anneke Van Giersbergen sobe ao palco com a sua mais nova banda formada em 2016 intitulada VUUR. Anneke, que não retornava ao nosso país desde sua última vinda com o The Gentle Storm, em 2016, não escondia a alegria e o entusiasmo de estar em solo brasileiro, sempre acenando para os fãs, que retribuíam.

 

Anneke tem uma presença única e um olhar marcante- VUUR em holandês significa “fogo/paixão” e é exatamente isso que a banda demonstra: paixão em estar ali tocando e fazendo daquela noite uma noite mágica. Com Jord Otto e Ferry Duijsens nas guitarras, Johan van Stratum no baixo e Ed Warby dominando lindamente a bateria, realizaram um show que levou o público ao êxtase.

 

O set list foi bem equilibrado tocando músicas do álbum recém-lançado e também de outras épocas da Anneke, como por exemplo: The Gentle Storm, The Gathering e também a canção Fallout, do Devin Townsend Project, onde Anneke fez uma brilhante participação especial.

 

Já às 21:30, os músicos do Delain começam a entrar pouco a pouco no palco, quando se inicia a poderosa e marcante Go Away e a belíssima vocalista Charlotte Wessels surge, dona de uma voz poderosa que causa arrepios.

 

Em seguida, Charlotte anuncia o mais novo single da banda, intitulado Masters Of Destiny, do Ep recém-lançado Hunter’s Moon. Sem dúvida esse foi o ponto mais alto do show. A banda mostra um entrosamento muito grande e Charlotte com todo seu poder vocal deixa os fãs alucinados.

 

Com uma energia incrível, mesmo com a casa de shows um pouco vazia, o set list ia sendo executado com muita maestria e de maneira impecável, ainda que às vezes o microfone de Wessels aparentasse estar um pouco baixo.

 

Sem dúvida a faixa Hunter’s Moon foi uma das mais aguardadas pelo público. O dueto formado por Otto e Charlotte encanta e arrepia. Otto carregava todo o peso da música em seus vocais, já Wessels se encarregava da suavidade.

 

A apresentação do Delain no geral foi ótima, mas talvez pudessem ter incluído no set list mais alguma faixa inédita como por exemplo Art Kills, que na minha opinião funcionaria muito bem ao vivo.

 

 
Busca no site